Serviço Social

Campus Toledo



Clique em um Grupo de pesquisa

GRUPO DE PESQUISA E DEFESA DOS DIREITOS HUMANOS FUNDAMENTAIS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

Líder: Profa Zelimar Soares Bidarra



OBJETIVOS:

O Grupo de Pesquisa e Defesa dos Direitos Humanos Fundamentais da Criança e do Adolescente – (GPEDDICA) - atende a uma necessidade e iniciativa de docentes das universidades e das faculdades públicas paranaense (UNIOESTE, UEL, UEM, UEPG, UNICENTRO, FAFIPAR), das áreas do serviço social, psicologia e educação, direito, dentre outras, que atuam em diferentes frentes de investigação e de intervenção nas problemáticas relacionadas com a defesa e a garantia dos direitos humanos fundamentais da infância e juventude brasileira. O GPDDICA tem o objetivo primordial de expressar a articulação construída, ao longo da última década, por meio dos trabalhos desenvolvidos no âmbito dos processos de capacitação dos atores do sistema de garantia dos direitos e, ao mesmo tempo, e a pretensão de fortalecer as interrelações e as pesquisas desenvolvidas pelos docentes e alunos na área temática das violações e dos mecanismos de proteção e de garantia dos direitos humanos fundamentais das crianças e adolescentes brasileiros. O GPDDICA tem o objetivo específico de propiciar o desenvolvimento de pesquisas em âmbito estadual dos temas relativos à infância e juventude brasileira, para isso estabelece como referência o espaço sócio-territorial e as características do desenvolvimento regional de cada área de localização e de atuação profissional de seus pesquisadores no estado do Paraná.



GRUPO DE PESQUISA EM FUNDAMENTOS DO SERVIÇO SOCIAL: TRABALHO E QUESTÃO SOCIAL

O Grupo de Pesquisa em Fundamentos do Serviço Social: Trabalho e Questão Social é uma iniciativa de alguns docentes que estão vinculados ao Colegiado do Curso de Serviço Social da Unioeste - Campus de Toledo-Pr.

O objetivo desta proposta, à luz do referencial teórico/metodológico crítico, visa aproximar e aprofundar os conteúdos relacionados aos fundamentos do serviço Social.

Pautados no movimento que os(as) Assistentes Sociais, em suas diferentes áreas de intervenção vêm construindo a partir da década de 1970, pretendemos direcionar nossos estudos e pesquisas à produção que fundamenta a construção e efetivação das Diretrizes Curriculares aprovadas em 1996, com centralidade nas categorias norteadoras Trabalho e Questão Social.

Em primeiro lugar partilhamos da compreensão Marxista e Marxiana que a Categoria Trabalho é a protogênese da existência humana e a categoria Questão Social é a expressão concreta do objeto que a profissão Serviço Social coloca-se na esfera de interventiva em suas diferentes manifestações, mediadas pelas políticas sociais.

Para responder às exigências que a categoria profissional vem colocando nas últimas três décadas e especialmente na década de 1990, explicitado na construção das Diretrizes Curriculares aprovadas em 1996, pautaremos nos referenciais teórico-metodológicos que tem como referência a contribuição da Teoria Social de Marx , bem como, traremos à luz da ortodoxia marxista a contribuição de autores e suas obras principais que marcaram a construção do viés crítico. Destacamos este movimento na produção de Lênin, Lukács e Mandel. Com o mesmo grau de rigor científico, pautaremos também nas contribuições de algumas obras do sociólogo Florestan Fernandes.

Temos a clareza teórica que somente à luz dos fundamentos que vinculam a totalidade da vida material é que poderemos pensar a construção da profissão Serviço Social no cenário brasileiro e mundial. O desafio está lançado.


Objetivos Específicos:

  • 1- proporcionar aos participantes uma leitura rigorosa da construção teórica que fundamenta a apropriação do objeto - modo de produção capitalista - ;
  • 2- objetivar questões que contribuam para o desenvolvimento das pesquisas dos participantes dos núcleos;
  • 3- viabilizar condições concretas para que os membros do grupo interessados em dar continuidade em suas pesquisas no âmbito da Pós -Graduação (mestrado e doutorado)

As atividades serão materializadas nas seguintes proposições::

  • 1- realização de seminários temáticos;
  • 2- supervisão semestral de um(a) professor(a) convidado(a);
  • 3- realização, a cada dois anos, de um Seminário Ampliado para apresentação dos resultados;
  • 4- objetivação, por meio de publicação (livro), da produção efetivada;
  • 5- realização, durante o período bianual, pelos membros do grupo, de investigação e produção sistematizada, nas Unidades de Ensino que oferecem Cursos de Pós-Graduação strito sensu na Região Sul I e Região Sul II;
  • 6- elaboração do relatório final.

  • BIBLIOGRAFIA

    ASHTON, T. S. A revolução industrial: 1760-1830. 2. ed. Trad. Jorge de Macedo. Rio de Janeiro: Europa-América, 1971. Col. Saber.
    CADERNOS ABESS, São Paulo, ed. esp., n. 7, nov. 1997.
    COSTA, E. O que todo cidadão precisa saber sobre imperialismo. São Paulo: Global, 1986.
    COUTINHO, C. N. A miséria da razão. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1972.
    LENIN, V. I. O imperialismo fase superior do capitalismo. 2. ed. São Paulo: Global, 1982.
    Mandel, Ernest. O capitalismo Tardio. São Paulo, Cultura, 1985.
    MARX, Karl. . Grundrisse: lineamientos fundamentales para la crítica de la economia política, 1857-1858. México: Fondo de Cultura Econômica, 1985b. 2 v. _____. O capital: crítica da economia política. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1975b. L.1, v.1-2. _____. O capital: capítulo VI (inédito). São Paulo: Moraes, 1986.

Grupo de Estudo e Pesquisa em Políticas Ambientais e Sustentabilidade - Geppas


IDENTIFICAÇÃO

Nome do grupo: Grupo de Estudo e Pesquisa em Políticas Ambientais e Sustentabilidade - Geppas
Status do grupo: certificado pela instituição
Ano de formação: 2009
Área predominante: Ciências Sociais Aplicadas; Serviço Social
Instituição: Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE
Órgão/ Unidade: Colegiado de Serviço Social
Logradouro: Rua da Faculdade, 645, Jardim Santa Maria
Cidade: Toledo - PR, Telefone: (45)33797000 - Ramal: 7134 - CEP: 85903-000


REPERCUSSÕES DOS TRABALHOS DO GRUPO

O Geppas - Grupo de Estudo e Pesquisa em Políticas Ambientais e Sustentabilidade é ligado institucionalmente ao Curso de Serviço Social, Centro de Ciências Sociais Aplicadas, da Universidade Estadual do Oeste do Paraná, campus de Toledo. Constitui-se como um grupo acadêmico interdisciplinar dedicado à integralização e transversalização de suas atividades à pesquisa, ao ensino e a extensão, na área das políticas e ações socioambientais de garantia da proteção do meio ambiente e dos direitos humanos.


OBJETIVOS

O Geppas tem por objetivos discutir as contradições, os conflitos e desafios com o principal agente do processo: a sociedade e o meio ambiente; e, fortalecer a partir de diferentes abordagens teóricas e metodológicas, disciplinares, interdisciplinares, multiprofissionais e de saberes populares, as políticas ambientais, os processos de desenvolvimento, o ordenamento territorial, as questões urbanas e rurais, os novos direitos e a sustentabilidade dos recursos naturais no Brasil e América Latina.


LINHAS DE PESQUISA

  • Ética do meio ambiente, políticas ambientais, sustentabilidade e novos direitos
  • Meio ambiente, sociedade, serviço social, planejamento integrado de políticas ambientais e defesa do meio ambiente sustentável na realidade da América Latina
  • Ordenamento territorial, questões urbanas e rurais, socioambientalismo e educação ambiental.

Informações: CNPq - Diretório de Grupos de Pesquisa do Brasil ; UNIOESTE/Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação; Curso de Serviço Social da UNIOESTE/Toledo - Seipas/Geppas